Agora é obrigação! É proibido amputar a cauda e orelhas de cachorros

Você acha bonito um cachorrinho com o rabo cortado? E orelhas cortadas, o que me diz? Bom, caso você seja em defesa disto, então sugiro que você dê uma verificada neste texto para saber que cortar o rabo e orelhas de cães não é um costume tão legal como se pode presumir!

Infelizmente, várias raças possuem como “parâmetro” cortar o rabo e orelhas. A documentação de padrão da espécie disponibilizada pelo CBKC é velha e inclusive não sofreu atualizações. O imprescindível é que essa prática de cortar o rabo e orelhas de cães agora não é mais aceita.

O que é considerado CRIME é o corte de orelhas e rabos para finalidades ESTÉTICAS (unicamente por aparência). Se o cão demonstra determinado problema de saúde que seja observada a precisão de corte de orelha ou cauda, não há infração. Porém apenas se o médico realizar o procedimento.

Justamente porque nessa situação o corte acaba acontecendo somente para finalidades estéticas. Aliás, muitos proprietários chegam a falar que estes cães que não tem as suas orelhas ou caudas cortadas acabam ficando bem estranhos e fora do normal.

Ora, esse padrão foi criado, e diferente de uma tosa que não machuca o animal, o corte fere sim o cachorro, e ainda que ele seja filhote, algum trauma pode permanecer.

Cortar orelhas e rabo de cães é contra as leis e jamais deve ser permitido

rabo-de-cachorro O corte na orelha é comum de ocorrer em espécies como Dobermans. Já o início do hábito de cortar o rabo dos cachorros é muito normal em espécies como o Pinsher. Os próprios locais que comercializam essas raças não deveriam realizar o corte nas orelhas e nem no rabo.

Mas vale lembrar que essa atitude é apenas uma finalidade estética e não de comportamento.

A execução de caudectomia que já foi ainda mesmo padrão estético para determinadas raças, é tida como mutilação e crime ambiental.

Todos esses recursos têm propósitos absolutamente estéticos e por este motivo não legitimam causar o sofrimento a esses bichos. Nos dias de hoje, esta ação é tida como decepamento e crime contra os animais.

O Conselho Regional de Medicina Veterinária informa que profissionais que fazem o procedimento cirúrgico e inclusive os tutores dos espécimes podem ser punidos. Os médicos veterinários que realizarem o procedimento cirúrgico correm o perigo de ter o registro suspenso e não poder mais atuar no ramo.

O Conselho Federal de Medicina Veterinária, que definiu mediante a Resolução nº 1027, do mês de junho do ano de 2013, a proibição da atividade de caudectomia quando a justificativa for meramente estética.

Uma resolução já proibia a cordectomia (cirurgia que retira as cordas vocais dos cachorros), a conchectomia (para erguer as orelhas) e a onicectomia (retirada das unhas de gatos) desde 2008. Contudo somente aconselhava que a caudectomia não fosse realizada.

Rabo e orelha possuem funções importantes

Ao contrário do que inúmeros proprietários supõem que a cauda não tem nenhum propósito, ela tem sim. Isso porque a cauda tem utilidades específicas e funciona como um prolongamento da coluna vertebral.

O rabo também é o principal meio de comunicação com outros espécimes. Além de oferecer mais equilíbrio para o cão. Diversas tarefas, não é mesmo?

Por conseguinte, fica claro que é proibido e, ainda, um crime grave cortar o rabo e orelhas de cães somente por questões estéticas.

É necessário pensar no bem estar e na saúde destes animais e não unicamente em como eles vão ficar belos. Outros métodos estéticos, que são utilizados pelos donos, têm melhoras para a qualidade de vida do espécime e não apenas de estética. Um deles é a tosa.

São coisas bem distintas!

Se para você acaba sendo complicado saber que cortar o rabo e orelhas de cães é um delito, busque retirar determinadas dúvidas com um médico veterinário para compreender melhor. Não se esqueça: muito mais do que a beleza do seu cão, o que interessa é o seu estado de saúde e bem estar.