Os cachorros gostam de seus donos – Entenda tudo sobre

Os cachorros amam seus donos é algo que qualquer pessoa tem entendimento. Qualquer pessoa que tem (ou já possuiu) um cão sabe o quanto eles são importantes para as pessoas. Chegar em sua moradia e ser bem recebido por eles é uma sensação maravilhosa a qual o ser humano está longe de compreender. Afinal, como os cachorros amam seus donos ? Será só um sentimento ou existe algo mais além?

Se você chama o seu cachorro de “filho” e não aguenta quando alguém te critica por causa disso, confira o que temos a dizer em seguida. Afinal, isto pode servir de defesa na próxima vez que alguém diz que bicho não é filho! O que você precisa levar em consideração é que não é nada errado sentir algo por seus cães, comparando-os como filhos, por exemplo.

Perceba que existem mais fatores além da alimentação, do carinho e, ainda, das emoções que fazem com que os cachorros sintam algo que não podemos explicar. Após a leitura deste artigo, espero que você compreenda o quanto devemos valorizar e tratá-los corretamente. Continue a leitura e conheça como os cachorros amam seus donos. Vamos nessa?

Cientistas descobriram o que os cachorros sentem pelos tutores! Conheça sobre

cao-melhor-amigo-do-homem Usando uma máquina de ressonância magnética, inúmeros cientistas buscaram descobrir como os cachorros enxergavam os seus proprietários. Para um cachorro, somos somente quem dá a ração, somos pais ou somos outros cães? Ao colocar os cachorros no interior de máquinas de ressonância magnética e observar seus pensamentos, seria simples encontrar uma resposta.

Então, foi possível chegar a uma resposta, isto é, a inúmeras conclusões: há vários aspectos que interferem na forma como os cães nos enxergam. Após, você vai perceber todas as descobertas feitas por este estudo, o qual irá nos ajudar a conhecer como os cachorros amam os donos.

Suado ou limpo, o seu aroma é bem delicioso para o seu cachorro

Uma das provas mais concretas que o seu cão é loucamente apaixonado por você vem de um apontamento feito pela Emory University, nos Estados Unidos. O estudo empregou o olfato do cão, visto como o seu sentido mais intenso e mais importante, para revelar quais coisas traziam mais prazer ao cão.

O objetivo era apresentar o cachorro com muitos cheiros e determinar a reação na região do cérebro relacionada a experiências positivas para cada cheiro apresentado.

Os cheiros apresentados ao cão eram: o cheiro do próprio cachorro, de uma pessoa conhecida, de uma pessoa desconhecida, de um cão conhecido e de um cachorro desconhecido. A pessoa que apresentava esses cheiros para o cachorro era desconhecida e não tinha interagido previamente com o cachorro ou com os odores.

O estudo mostrou que o cão é capaz de distinguir entre o aroma da pessoa apresentado e do seu proprietário em seu cérebro. Ele fica contente ao cheirar o seu dono, mesmo quando ele não se encontra presente. Incrivelmente, ao ser apresentado aos cheiros do seu dono, a parte cerebral do cão relacionada à recompensa ascendia.

De todos os cheiros, ele privilegiava o aroma do seu proprietário acima de qualquer outro objeto. Os cães que foram parte desse estudo foram todos criados próximo de pessoas, no entanto eram de espécies e idades diferentes, revelando que este comportamento não é típico de uma espécie.

Para os proprietários, os cães são como seus familiares!

Para mensurar o amor que temos pelos nossos cachorros, uma outra pesquisa questionou as pessoas se elas livrariam uma pessoa estranha da morte ou os seus cães. O resultado revelou que uma grande parcela das pessoas socorreriam os seus cães, por tê-los como elementos da família.

Para algumas pessoas, eles são filhos, enquanto para outros são considerados irmãos ou melhores companheiros. De qualquer forma, esta pesquisa aponta pelo fato que não enxergamos o cachorro como apenas um animal, porém como um de nós. Tamanha é essa relação que uma pesquisa mostrou que proprietários não modificam a qualidade da ração, mesmo sem dinheiro o bastante.

Os cachorros amam seus donos do mesmo jeito que uma criança ama seus pais

Uma outra análise feita mostrou que os cães olham para os seus donos igual uma criança olha para os pais. Sempre que eles acham-se famintos ou medrosos, eles olham para os seus donos para resolver esse problema. O dono atua como uma base segura e permite que o cachorro explore novas circunstâncias.

Em certas ocasiões, possuir um cachorro que nos veem como pais, faz com que os vejamos como filhos. Sem dizer que os cães detêm uma capacidade intelectual similar a de uma criancinha de 2 anos.

O hormônio do amor

Embora pareça uma situação de ficção científica, os cães possuem um hormônio chamado oxitocina. Este possibilita estimular uma série de estímulos do cérebro os quais estão relacionados às sensações deleitáveis. Entre estas, podemos integrar a sensação de amar outra pessoa.

Mas, obviamente, os cachorros não vão sentir amor por qualquer pessoa. É necessário que eles tenham um tratamento ideal, com algum chamego e com os cuidados essenciais de higiene. Assim, a oxitocina faz o efeito que lhe é próprio.

Com isto, tanto os cães como os indivíduos conseguem elevar o coeficiente de oxitocina em seus sangues. Essa descoberta foi realizada pela psicóloga Andrea Beetz. Ela chegou à conclusão que, com apenas dez minutos, é possível aumentar o número de oxitocina rapidamente.

A doutora Kerstin que checou os efeitos da oxitocina com outros indivíduos, mostrou que esse hormônio fortifica o apego dos cães. Dessa maneira, compreendemos que os cachorros amam seus donos também graças a este hormônio.