O maravilhoso Beagle

Published by: 0

O maravilhoso  Beagle Animais de Estimação Cães Raças de Cães

Também na Grécia Antiga pôde-se observar a vivência de um cachorro bastante assemelhante ao Beagle da Inglaterra. Em acordos que foram datados de 433 A. C. é possível ler a respeito de uma raça de cão que possui a capacidade de localizar a presença de lebres a centenas de metros de distância.


Pulando da Grécia Antiga pra a Inglaterra do século XI também encontramos inúmeras referências a espécies que poderiam ser as origens dos entrelaçamentos que resultariam no Beagle que conhecemos nos dias de hoje. Com o intuito de se chegar até aos cachorros Beagle atuais, duas espécies de cães bem especificadas foram misturadas: Galgos Ingleses e Talbot. Essas raças são especificadas como as mesmas linhagens dos Beagles atuais.
Apesar de cientistas conseguirem traçar a procedência da maioria das raças de cães atuais, no caso do cão Beagle existia um problema nos registros que acabou dificultando o serviço. Outrora, independente da raça de cão, caso o cão fosse de um tamanho mediano, ele era intitulado como Beagle. Estes registros datavam especialmente das Ilhas da Grã-Bretanha do século XVIII. Mas esses documentos provam que ao longo do mesmo período havia uma preocupação em desenvolver uma raça de cães de pequeno tamanho que fosse eficiente para a caça, principalmente de lebres e coelhos. Com o intuito de se chegar até um cão eficaz na caça, via-se a carência de um cachorro com um faro aguçado.
No que diz respeito às referências mais atuais, tudo aponta que a base pra a raça atual tenha sido uma matilha desenvolvida pelo reverendo Phillip Honeywood em 1830, também na Inglaterra. Pressupoe-se que os primeiros cães com as características da raça contemporânea começaram a ser levados para os Estados Unidos após 1840. Foi neste local que a espécie se tornou bastante popular. Apesar de ter-se originado na Inglaterra, se pode concluir que os Estados Unidos foi a região onde o Beagle obteve mais aceitabilidade.

Características do Beagle

O Beagle é um cão altamente sereno, audacioso, inteligentíssimo, muito contente e afetuoso. Apesar de ser compacto na sua constituição, ele é um cão de aspecto atlético. Seus pelos são muito curtos, resistentes e espessos, e suas orelhas são bem compridas que pendem pros lados. No geral, ele possui três cores e com as pontas do seu pelo esbranquiçadas.
Não há um peso exato pra os cachorros Beagles, é necessário, primeiramente, dar uma olhada no seu porte e altura. De acordo com a Federação Internacional de Cinofilia, os cães da espécie Beagle devem mensurar mais que 33 centímetros e menos que 40 cm e, em razão disso, o peso de um cão Beagle pode variar de 8 aos 14 kg, segundo o sexo.
Os Beagles têm um impecável faro, o que faz com que ao saírem para um passeio, são capazes de sair da vista do seu proprietário ao sentirem um cheiro que provoque a sua atenção. Por isso é relevante adestrá-los desde novos para que consigam acatar a seus donos quando necessário.

Temperamento do Beagle

Se não for treinado corretamente, o cachorro Beagle possui a tendência de latir e ganir bastante, o que faz com que seus donos se enlouqueçam, todavia têm uma personalidade brincalhona e afetuosa. No entanto, isso não faz com que seja um cão complicado de lidar no dia-a-dia. É um cão que cria laços bastante fácil com crianças.
É um cachorro de caça adestrado para perseguir presas na mata e habituado a viver em matilha, o que faz com que os tornem propensos para companhia. O cão Beagle pode viver tranquilamente, seja em um habitat urbano ou rural. Ele inclusive é bem travesso. O maravilhoso  Beagle Animais de Estimação Cães Raças de Cães
Devido ao seu comportamento birrento, o melhor é que ele venha a ser treinado desde muito cedo a obedecer a seu proprietário. Por ser teimoso e o seu adestramento ser complicado, este cachorro não é recomendável pra proprietários sem experiência ou que não possuam pulso firme para ensiná-los da melhor forma. Certos adestradores dizem que o Beagle é um cão “que não possui capacidade de adestramento”, já que ele efetivamente apenas faz o que quer.
O temperamento da raça Beagle é muito estabilizado. Pela sua coragem e sagacidade, eles chegam a ser classificados, ainda, como um cão vigilante, entretanto não são violentos ou acanhados.

Benefícios de se ter um Beagle

– São bastante calmos e afáveis
– São ótimos com crianças
– São afetuosos
– Lidam bem com o ambiente urbano ou rural
– Possuem uma boa sáude
– São cachorros tranquilos de criar não precisando de tosas constantes ou escovação constante

Pontos fracos

– Têm a tendência de ser destruidores e dar perdido no dono
– São desobedientes e birrentos sendo muitas vezes considerados “cães que não possuem a capacidade de adestramento” pelos treinadores
– Têm disposição para a obesidade
– Podem ser barulhentos e um pouco chatos quando filhotes
– Apesar da sua boa saúde, eles têm uma propensão a alergias e eczemas
– Para os cães com uma cauda mais grossa, é capaz de ocorrer a enfermidade “Beagle Tail”, porém bem menos comum. A Beagle Tail ocasiona a inflamação na região do ânus, ocasionada pelo abafamento do local em virtude de uma dobradura entre o rabo e a região anal. É tratado com drenagem da glândula, bandagens antissépticos e pomadas anti-Inflamatórias com antibióticos.

Como tomar conta de um Beagle

Por serem muito inquietos, as práticas físicas devem ser feitas diariamente, caso contrário eles podem se tornar tristes ou obesos, pois, além do mais, eles amam se alimentar. O cachorro Beagle tem necessidade de uma dieta padrão e balanceada, de qualidade boa. O maravilhoso  Beagle Animais de Estimação Cães Raças de Cães
O banho pode ser concedido de quinze em quinze dias e, depois, uma pequena escovada para retirar a pelagem solta, dessa forma você possuirá um cachorro higienizado e bem cuidado. Além do mais, alguns cuidados básico devem ser tomados com a tosa higiênica, bem como com o aparo das unhas de tempos em tempos.
Apesar disso, cuidados especiais devem ser adotados relativo a região dos olhos e da orelha dos cachorros dessa raça. No caso das orelhas – por serem compridas e caídas – a atenção deve ser total na limpeza, já que essa região é muito suscetível ao acúmulo de impurezas levando o cachorro a sofrer com doenças tal como a otite.
Em relação aos olhos do Beagle, a atenção deve ser enorme por ser frequente ocorrer a Hiperplasia da Glândula de Harder, também chamada popularmente como terceira pálpebra, enfermidade que, nos cachorros dessa raça, gera uma espécie de carne esponjosa na área ocular do animal.

Filhotes de Beagle

Para se obter um Beagle, verifique a sua origem a fim de que não ocorra contratempos pequenos. Entretanto não idealize que é fácil tratar de um filhote de Beagle! O Beagle é um cachorro atraente com alma de vagabundo, leal aos seus instintos de caçador.
Os cachorros Beagle são capazes de se tornar ótimos companheiros, fazendo uma ótima parceria com seus proprietários no decorrer de 14 anos ou até mais, mesmo que ele possa mostrar-se “preguiçoso” ou independente.
O filhote deve ter uma fisionomia viva e feliz e deve demonstrar curiosidade e bastante atenção às coisas que se passam ao seu redor, sem sinais de temor ou hostilidade. Evite adquirir cachorros muito ariscos, que se escondam das pessoas, já que este costume pode complicar a aprendizagem e a socialização do cão.
O carinho deve ser inevitável, porém você precisa mostrar muita firmeza no momento em que preciso. Deve-se evitar toda vez que o filhote se exceda nas brincadeiras ou que faça coisas erradas. Mostre a seu cão Beagle quem é que dita as regras! Todavia nunca com brutalidade. Pra certos estudiosos, educar nenhum cão é complicado, porém o Beagle torna esta atividade ainda mais difícil.

Curiosidades acerca do Beagle

– A Rainha Elizabeth I mantinha a espécie Beagle chamada como Pocket Beagle (na tradução, Beagle de Bolso). Ela possuía um criadouro dessa espécie, onde chegou a produzir exemplares que possuía entre 20 e 23 centímetros.
– Aconteceu em 2013 um fato inesquecível em relação a esta raça: diversos ativistas soltaram vários Beagles do “Instituto Royal” os quais eram usados como animais de testes para remédios e outros propósitos.
– Pelo seu olfato aprimorado, o cão Beagle foi usado como um cão farejador em aeroportos, pela polícia dos EUA, a fim de que pudesse localizar drogas ou outros produtos ilícitos.